Siena e San Gimignano, orgulho e tradição
Carla Vilhena
31 ago 2016


Um lugar de sonho. Assim é toda a Toscana, região central da Itália. Mas um pedaço em particular me encanta: aquele onde ficam Siena e San Gimignano. Tradições, arquitetura, beleza, paisagem, entorno, sem contar a cozinha maravilhosa. Tudo é deslumbrante. O orgulho que seus habitantes têm de tudo isso é visível.

Nosso hotelzinho, Laticastelli, era muito simpático.

carla-vilhena- (17)    carla-vilhena- (28)
Fica em Rapolano Terme, e foi um baluarte de defesa da cidade de Siena.

carla-vilhena- (11)    carla-vilhena- (9)

 

 

Hoje, conservado quase todo original, tem os quartos bem charmosos e uma vista de perder o fôlego.

carla-vilhena- (25)

De lá, saíamos para nossos passeios, aproveitando a facilidade de acesso, já que ele fica bem próximo à autoestrada entre Siena, na Toscana, e Perugia, na Umbria.

Vamos começar por Siena,

uma cidade que vivencia a tradição no seu dia-a-dia. O famoso Pálio, uma competição de cavalos e cavaleiros representando as dezessete “contradas”, grupos rivais formados por membros da comunidade, mobiliza toda a cidade o ano inteiro.

carla-vilhena- (26)

Nós chegamos na época de um dos dois pálios que acontecem por ano, um no dia 2 de julho e outro dia 17 de agosto.

Nikon Pedro 1864 Nikon Pedro 1849

Os cavaleiros dão três voltas na Piazza del Campo, montados em cavalos fornecidos pelo município, sem sela. É uma competição que pouco mudou desde o século XV.  E bem maluca, como você pode conferir nos vídeos disponíveis na internet.

Antes do Pálio, grupos de cidadãos das várias “contradas” fazem desfiles pela cidade, em saudação aos outros competidores. Na hora que nós chegamos a Siena, tivemos a sorte de presenciar um desses desfiles, com bandeiras, estandartes e hinos em tom de desafio. É muito legal.

Nikon Pedro 1860 Nikon Pedro 1859 Nikon Pedro 1855 Nikon Pedro 1851

A beleza das casas, praças e igrejas, vem do poderio da antiga República de Siena, em guerra permanente com Firenze (Florença). A competição entre as duas levou a esse legado de beleza e riqueza que atrai os turistas até hoje. Um ponto negativo: foi o único lugar visitado por nós em que a entrada nas igrejas é cobrada.

carla-vilhena- (5)Um pequeno canto da catedral fica disponível para os que querem rezar, cercado por biombos e tapumes que inviabilizam a visão da beleza no interior da nave principal. E, inacreditavelmente, há uma funcionária que toma conta dos visitantes, para verificar se estão rezando mesmo. É tão ostensivo que torna impossível qualquer oração…

De lá, fomos para a magnífica San Gimignano,

uma joiazinha no meio das colinas, com acesso por uma estradinha de (muitas) curvas. Conforme fomos aconselhados no nosso hotel, chegamos quase às cinco da tarde. Isso porque as vagas de estacionamento não comportam a enorme quantidade de visitantes no verão.

Blog-da-carla-vilhena-san-gimignano (5)A cidade é famosa por suas torres, altas e quadradas, que eram usadas como moradia das famílias mais poderosas e ricas. A altura da torre era uma demonstração da importância dos moradores. Uma curiosidade: os quartos e cômodos comuns ficavam em baixo. No alto da torre ficava a cozinha, por causa do fogão de lenha. A fumaça subia, sem incomodar os moradores, que também ficavam mais seguros para fugir pelo térreo, caso acontecesse um incêndio.

Uma visita imperdível é a sorveteria que ganhou por quatro anos o título de melhor do mundo. Com o calor que estava fazendo, nós encontramos uma fila enorme e umas dez moças atendendo no balcão. Mas não desanime: a fila anda rápido e o sorvete vale muito a pena.

No mais, é caminhar pelas ruas medievais e apreciar as belezas que estão por toda parte, nesse pedacinho do céu chamado Toscana.









6 comentários


///////////////

  1. lourivaldo

    muito lindo você tem bom gosto adoraria conhecer a Italia principalmente Veneza parabéns.

    1. Carla Vilhena

      Vamos ter um post de Veneza aqui também, fique de olho! Obrigada pelos elogios e volte logo.

  2. ANNY

    Nossa , são lugares lindos mesmo!!!

    1. Carla Vilhena

      São, é até difícil retratar a beleza deles. Obrigada pelo comentário!

  3. juraneide

    entrei no seu blog meio que sem querer sou de recife e aqui e a veneza brasileira. mas amei tudo feliz por vc vou ser sua seguidora muito bom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sugeridos para você:

///////////////