Massa caseira
Carla Vilhena
10 set 2016


Você já deve ter notado que eu adoro cozinhar. Sempre me fascinou a alquimia, misturar os ingredientes, como numa fórmula mágica, e obter um resultado mais gostoso do que os sabores tomados em separado. Outra coisa que me atrai é o “eu que fiz”, saber que fui capaz de transformar o que a natureza nos dá em alimento. Vamos ao vídeo:

Esta receita que eu faço aqui é a que foi ao ar no programa Estrelas, da Angélica, no dia 10/09/2016. Eu costumo fazer junto com a família no fim de semana, porque é uma forma de reunir todo mundo em torno da preparação do almoço. Não por algum motivo romântico, é porque eles ficam em cima ansiosos pra ficar pronto logo…

blog-da-carla-vilhena-massa3  img_0051

Filosofias à parte, nada mais gostoso do que descobrir que algo que você achava dificílimo, como fazer massas caseiras, não só é fácil, como muito prazeroso. A receita é uma bobagem: para cada 100g de farinha, junte um ovo. Só isso. Se você quiser uma massa mais firme, a que os italianos chamam de “al dente”, pode misturar meio a meio a farinha de trigo comum com a sêmola di grano duro, uma farinha amarelinha que vende em supermercados mais bem sortidos.

blog-da-carla-vilhena-massa

Então, vamos à receita!

A preparação pode ser bem divertida se você conseguir seduzir marido e filhos para participar:
Junte a farinha (pese numa balança) com os ovos numa tigela grande. Amasse muito bem até desgrudar das mãos. Se precisar, acrescente ovo ou farinha, mas normalmente dá certinho a proporção, é só uma questão de amassar beeeem mesmo. É aí que entra o marido… o meu já sabe o ponto da massa e usa os muques para fazer o trabalho mais difícil.
Depois vem a parte que as crianças gostam: faça pequenas bolas pouco maiores que uma bola de tênis e abra com o rolo de pastel sobre uma superfície enfarinhada, pode ser no mármore da pia ou numa mesa de fórmica. Tem que ficar bem fininho e não pode grudar no rolo. Para cortar a massa, eu uso um cortador de pizza, daqueles redondos que correm sobre a massa sem agarrar. Vá arrumando as tiras de macarrão num tabuleiro enfarinhado ou, melhor ainda, pendure em algum lugar para secar.

thumb_dsc_0190_1024

Existem cabideiros especiais para secar massa, mas você pode usar o que quiser, até o encosto das cadeiras da cozinha. Deixe secar por mais ou menos seis horas e então pode guardar por até uma semana.

blog-da-carla-vilhena-massa4

Eu vou contar um segredo: comprei uma máquina de massa italiana que corta em diversos formatos. Mas se você não tiver, o modo de fazer com o rolo e o cortador dá quase no mesmo.

blog-da-carla-vilhena-massa2

Se você quiser comer a massa fresca, vá cortando e cozinhando em água fervente salgada. Use bastante água para não grudar. Fica pronto muito – MUITO – rápido ( 2 a 3 minutos). Ponha o seu molho preferido e sirva. Depois me conte como ficou. A Angélica gostou!

estrelas









18 comentários


///////////////

  1. Lella

    Carla, você é uma querida, de uma simpatia! Uma pessoa simples e linda.

    1. Carla Vilhena

      Leila, que legal receber um elogio tão simpático! Muito obrigada e conte sempre comigo aqui no blog!

  2. Julio Leone

    Olha, já sou famoso pelo molho de sobras do churrasco, agora vou ficar imbatível! Lembrei da massa que minha avó e bisavó faziam no casarão do Butantã. Ficavam secando no encosto da cadeira. Eu ajudava! Ví o programa por acaso e achei muito legal, agora estou na captura da maquina de macarrão secular da minha avó Mininha. Tá guardada em algum lugar, tenho certeza. De quebra descobri seu blog e constatei o que sempre desconfiei: Você é simpaticíssima. Um abraço. Julio, São José dos Campos.

    1. Carla Vilhena

      Que delícia seu comentário! Quando você achar a máquina da vovó manda uma foto pra mim, vou adorar!

  3. Gabi Amorim

    Adorei o que o Julio falou, super concordo com ele 🙂 eu aqui vou fazer a massa no domingo!!! com rolo e cortador de pizza 😀

  4. Pingback:Receita: tortelli di zucca (abóbora) mantovano - Carla Vilhena

  5. arlete

    Parabéns, Carla, amei a receita, vou fazer,.
    Você é muito fofa´, tive o prazer de estar contigo em pessoa, claro que você, não se lembra.

    Os: sou prima do Fernando Barreto, sou suspeita de falar sobre ele.

    Sucesso sempre, Carla, sua linda

    1. Carla Vilhena

      Ele esteve comigo hoje e disse que a mãe dele também quer fazer a receita! Espero que vocês gostem… e eu adorei todo esse carinho da família Barreto!

  6. Arlete

    Você, através do Fernando, faz parte da família.

    Bjs

    arlete

  7. António Carlos Sartorelli

    Oi Carla
    Sou neto e bisneto de Italianos e minha vó fazia macarrão em casa e sempre ajudava virando a manivela da máquina onde minha vó colocava a massa e minha tia colocava as massas esticadas na mesa e enquanto secava o macarrão ela cozinhava tomates inteiro na água e sal.
    Para fazer o molho ela colocava o escorredor dentro de uma panela e amassava os tomates presionando eles com uma concha para tirar o suco do tomate ficando a pele e o bagaco do tomate no escorredor.
    Ao levar a panela com o molho para o fogão jogava carne ja cozida e desfiada faltando completar o tempero e aproveitar para cozinhar o macarrão para ser servido junto com queijo parmesão ralado por mim.
    Depois disso era servir a bela MACARRONADA DA VOVÓ junto com um delicioso vinho de garrafão Sangue de Boi para os adultos e suco para as crianças.
    Bons tempos da minha infância e acabei recordando isso ao ler este post.
    Abraços e Vida Longa Carla!!
    António Carlos – Sorocaba

    1. Carla Vilhena

      Antônio Carlos, que delícia ler seu comentário! Eu não tive avós (elas morreram antes de eu conhecê-las), mas cheguei quase a sentir saudades da sua avozinha! A memória que temos das comidas da infância é tão incrível, que já foi tema de vários livros, inclusive da obra-prima de Proust, “Em busca do tempo perdido”. E é isso que tenho em mente ao fazer o blog, mostrar que o tempo pode ser usado a nosso favor, para que possamos viver melhor. Adorei compartilhar de suas lembranças. Venha sempre aqui no blog, adorei sua visita!

  8. Sandro Fonsêca

    Vc é um espetáculo na cozinha. Já lhe vi preparando alguns pratos. Essa massa é por demais deliciosa! Percebi que dá um trabalhinho, mas vale o trabalho. Parabéns pelos dotes culinários! Saúde, paz e vida longa.

    1. Carla Vilhena

      E olha que eu simplifiquei ao máximo o molho, Sandro… Eu sou suspeita, mas acho que vale muito a pena. Venha sempre me visitar aqui no blog!

  9. Doris

    Carla Boa noite!..
    muito simpatica voce!
    nao pensei que fosse tao simples fazer um macarrao…
    adoro fazer as minhas proprias massa,plantar as minhas verduras, e olhe que nao tenho terra no meu quintal..
    um grande abraço…
    muito obrigada..

    1. Carla Vilhena

      Oi Doris, agora quero saber se você gostou de fazer a minha massa! Tentei simplificar para que todos possam curtir essa receita tão gostosa. Obrigada pelo carinho do seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sugeridos para você:

///////////////