Por que amo festas de casamento 
Carla Vilhena
20 set 2018


 Você já parou pra pensar em como é uma festa de casamento?

Esta semana comemoro sete anos de um casamento de sonho. Tudo no dia saiu perfeito, exatamente como eu queria!

Lembrando daquele dia, comecei a imaginar um tempo que já se foi, em que as festas reuniam gente de todas as idades. Quermesses, festas juninas, exposições de gado, festas da padroeira, são cada vez mais raras as oportunidades de ir a uma festa em que todos se divirtam igualmente. Então, em que tipo de festa atualmente se consegue reunir o vovô e o netinho, o jovem e o adulto? No casamento!

Casamento é onde todo mundo é igual.

É uma delícia ver os pequeninos “abrindo“ a pista de dança, se jogando no chão para brincar com aqueles vestidos engomados, enquanto o vovô e a vovó arrasam na dança ao som do Tony Bennet e das grandes orquestras!

Depois os jovens tomam conta da pista e os mais velhos vão conversar em torno da mesa de docinhos. Casamento é união, não só dos noivos, mas das gerações. Por isso, sempre que sou convidada para um casamento, faço de tudo para comparecer. Isso é o que mais se aproxima para mim de uma democracia na diversão.

Não importa o quanto você gasta.

Antes que digam que estou falando apenas de uma festa elitista, posso afirmar que me divirto do mesmo jeito em qualquer casamento: na fazenda, na roça, de dia, de noite, naqueles que duram três dias e naqueles em que há apenas um coquetel com bolo no salão paroquial. Tudo é válido. E quem não quer comemorar o amor? No final, isso é o que nos une!

Quer ver os posts aqui do blog sobre meu casamento? Clique aqui para ver as fotos e aqui para ler sobre a festa.









Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sugeridos para você:

///////////////